segunda-feira, 29 de abril de 2013

A Voz Interna



A Flor olha para dentro de si

e vê algo novo surgindo

algo muito belo


Uma vontade de contribuir

mesmo que não siba como

mesmo que não saiba onde


E começando a acreditar que pode

E quando cede ao habito da depreciação

Há uma voz interna a lhe dizer:

"Não faça isso ou matarás

algo que está nascendo

alimente essa vontade

mesmo que não saiba como

mesmo que não sabia onde"










 

sexta-feira, 12 de abril de 2013

A Semelhança por trás das diferenças




Se queres ver o mundo aos olhos de Joana eu lhes lanço um desafio. Primeiramente lembre de tudo o que existe em você que você acredita que ninguém mais tenha, que é exclusivamente seu. Imagine que você vê tudo isso como negativo. Como algo que o impede de se conectar com o mundo e com as pessoas ao seu redor. No entanto não perca o seu desejo de se conectar. Pronto! Um conflito dos grandes está formado. E imagine que tudo que você faz nessa vida é uma tentativa de lidar com esse conflito.

E que de muitas formas você tenta se conectar. Mas há um problema. Você se aprofundou em crenças que tornam isso impossível. Você mergulhou e foi fundo na crença de que você é tão diferente que é impossível para as pessoas te entenderem. Você não se sente mais parte da humanidade. Você é um ser a parte.  A partir disse tente se conectar. tente se aproximar de alguém. Será que você conseguiria?

Nessas circunstancias o maior pesadelo de muitos é o seu maior sonho. Ficar sozinho!! Você sente o desejo de se conectar mas quando tenta se sente pior. Suas próprias crenças de que todos lidam bem com tudo dificulta as coisas. Seu próprio medo de ser rejeitado parece produzir exatamente isso!!

E por um tempo você sente que a solidão é o seu caminho. Aquilo que tantos temem não lhe é assustador. O assustador é o contato. E o desejo de se conectar parece morrer dentro de você.

No entanto em algum momento, sem você sequer identificar o motivo, a seu desejo por conexão renasce.   E você já tão confortável na solidão não sabe o que fazer. Consegue entender o dilema? Se conseguir entender, então entenderá Joana.

E ao tentar pegar o caminho de volta a conexão você só conseguirá ao perceber que por tras de todas as diferenças existem muitas semelhanças. Porque todos se sentem rejeitados em alguns momentos. Todos tem momentos que querem fugir do mundo. Foi o que Joana constatou surpresa quando começou a se abrir. Mas para Joana constatar isso foi preciso fazer algo temido por ela. Dar um passo em direção as pessoas. Dar uma chance a elas!! E dar uma chance a si mesma de se relacionar!!

E então Joana descobriu as semelhanças por trás das diferenças. E isso está tornando cada vez mais o contato com o outro mais fácil!!!