terça-feira, 31 de julho de 2012

O caminho



Uma amiga de Joana escreveu a seguinte frase:

"A vida adora nos pregar peças, quando acreditamos que somos o que acreditamos, surge algo para nos deixar em duvida da nossa real capacidade e consciencia, algo que nos faça mudar de opinião e forma de visualizar a vida."




E ao ler Joana sentiu como se a amiga tivesse entrado em sua alma e tivesse traduzido para ela como ela se sentia. Joana nem sempre conseguir traduzir exatamente o que sente.  As vezes ela percebe apenas que se sente mal, mas não consegue explicar o que exatamente a faz se sentir mal.   Como se Joana precisasse de um tradutor para chegar ao próprio coração.


 E realmente somos o que acreditamos.  Joana ouviu isso de diversas fontes. Foi-lhe garantido que tal frase era totalmente verdadeira. Mas talvez Joana tenha entrado nisso com expectativas infantis demais.  E Joana também foi avisada quanto a isso.


Se acreditar é o mais importante poque algumas coisas não funcionam mesmo quando acreditamos?  é verdade que não podemos esperar que tudo saia da maneira que queremos.  No entanto quando Joana ouvia isso parecia ser a supra suma garantia de não tinha como dar "errado".  é como se isso tivesse sido garantido a ela. E cada vez que desse "errado" fosse como uma falha na promessa. 


E ao mesmo tempo cada passo "mal dado"  a fizesse se questionar se ela realmente está fazendo direito. Já que lhe disseram que não teria como "errar " com esses passos.  E então Joana duvida de sua própria consciência e capacidade. 


Joana sabe que é infantil esperar resultados do dia para noite.  A questão é que ela não começou ontem.. srsrs.. Já faz um tempinho. 


Mas quando se está aprendendo a andar se cai algumas vezes.. e  assim vai Joana em um interminável dialogo interno..  Em que a realidade do que está sendo se confronta com a imagem idealizado do que ela achou que seria. 


Isso as vezes a desanima, ou até mesmo a fez desabar. Mas não por muito tempo.  Pois no dia seguinte Joana sempre está pronta para recomeçar.  E a cada dia que passa Joana amadurece mais.. meus que as vezes  não parece ser assim aos seus próprios olhos...


Joana gostaria de não duvidar nunca. Aluas outra coisa que foi garantida foi que isso era uma escolha.  Mas não parece a duvida vem mesmo sem ser convidada.  mas já fui pior.. Joana já teve certeza de sua incapacidade.Agora Joana já viu que é capaz. Mas mesmo assim não é um sentimento que vai embora facilmente.. é como se estivesse colado.  E quando Joana começa a achar que conseguiu supera-lo ele surge novamente.


Lhe garantiram que quando ela visse seus padrões poderia dissolve-los. Mas parece que alguns são realmente teimosos.. srsrs.. E as vezes é cansativo ve-los uma e outra vez.. e de novo..  Por isso é preciso ter persistência no caminho.


mas a verdade é que tiveram mudanças que realmente aconteceram.   E Joana precisa olha-las para conseguir continuar o caminho.


 E então um dia, não importa o tempo que demore, Joana será como essas pessoas que parecem nunca dividar de si mesmas.. mesmo que elas sejam vistas por muitos como arrogantes e pretensiosas Joana sempre as admirou.  E realmente tem acho que não lhe faria mal alguma dose de pretensão.  Não demais mas só uma pequena dose. Apesar de suas crises Joana continua o caminho e sabe que chegará onde  precisa chegar.











2 comentários:

  1. É maravilhosoo teu blog, Luciana! São textos diferentes...sua Joana, a fantástica Joana está dentro de todas nós, aspies. Ela nos representa... e lembre-se sempre do conselho desta aspie aqui: PERSISTIR E PERSISTIR E PERSISTIR...DESISTIR JAMAIS! DETERMINAÇÃO E DISCIPLINA... CONSEGUIREMOS!
    Bjs
    Parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
  2. Florzinha:
    Se soubesse como a entendo...
    O caminho para o interior nos deixa a todos assim: num dia acreditamos que podemos, no outro já estamos duvidando.
    É um processo longo e demorado porque não controlamos o que vai no nosso inconsciente. É aí que o bicho pega. As nossas crenças internas são muito fortes, é difícil derrubá-las, mas não desanime, continue a auto-observação e a autoanálise, este é o caminho para a vitória.
    beijos

    ResponderExcluir