segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Rebeldia Velada




Joana sempre se viu como alguém não rebelde. Até mesmo conformada demais. Afinal ela havia se conformado em não ter amigos, com o fato de que nunca iria se encaixar. Para ela não havia nada a fazer a esse respeito.

No entanto surpreendentemente ela está descobrindo que uma rebeldia velada sempre existiu dentro dela. Velada porque nunca foi explicita. Sempre foi indireta.  Uma rebeldia expressa a partir da recusa a ação e não atraves de queixas ou protestos.

Joana sempre foi como uma criança que após ver que não concordava com as regras das brincadeiras que as outras crianças impusiam a ela simplesmente se retirava, sentava no banco e se recusava a participar. Como se dissesse: Se é assim então eu não quero.

Joana se recusava a aceitar certas coisas.  Como essa coisa de sair beijando um desconhecido só por ser bonitinho. Isso sempre foi algo imcompreensivel para Joana. Assim como era imconpreensivel a ela essa obrigação que todos tinham de ficar com alguem.  Isso é algo pessoal e cada um tem o direito de ficar ou não ficar. Mas parece que se antes havia repressão, agota há imposição. Todo mundo tem de ficar.

Joana não aceitou isso. Joana se recusou a ficar. Mesmo ao preço de ser considerada a estranha ou a careta. Esse é apenas um exemplo. Se Joana fosse tão conformista assim teria se adequado ao que todos atualmente acham o mais adequado.

Rebeldia expressa principalmente pela recusa em viver no mundo real e ao invez disso criar seu proprio mundo e viver exclusivamente nele.

Teria se obrigado a gostar de festas. Porque em um local como o Rio de Janero não gostar é um absurdo, parece até um crime.  E Joana se recusoua seguir essa imposição. Ela não faria nada que não quisesse. Ela se recusou a ir a festas. Estrassem o quanto estrassem.  E assim Joana foi expressando durante sua vida sua rebeldia velada.














sábado, 29 de outubro de 2011

Confortável X Reconpensador




Joana apos um pequeno desentendimento, se fecha em seu quarto e fica refletindo. Porque as pessoas em geral acham tão difícil ficar sozinhas??? Joana não consegue entender isso. Ela acha ficar sozinha tão fácil. Ninguem enche o saco.  Ninguem critica o que ela diz, nem o que ela faz. Sozinha ela se sente mais livre.. Essa é a verdade.


As pessoas são tão complicadas. Ela fala uma coisa entendem outra. Se ela expressa insatisfação acham que ele não quer amizades. Se ela guarda para si está reprimindo e não está sendo espontânea. Que confusão!!!! srsrsrs

E a tentação é realmente grande. A tentação de esquecer essa ideia maluca de ter amizades. E de voltar para o seu quarto. Onde tudo é mais tranquilo. Onde tudo é mais confortável. Mas na verdade não está mais nem um pouco recompensador.  Joana está aprendendo que normalmente o mais confortável não é recompensador.

O reconpensadoer é o desafiante.  E muitas vezes assustador. E é assustador para Joana o relacionamento. É assustador seus altos e baixos.É assustador não saber como agir nem o mais apropriado a dizer.é o sentir que a qualquer momento pode falar algo ou deixar de falar algo que porá tudo a perder. Tudo isso torna os relacionamentos assustadores para Joana. No seu quarto ela não precisá lidar com nada disso.

Mas ela sabe que jamais se sentirá plena ou satisfeita realmente ficando escondida no quarto. Ela agora sente a necessidade de se mostrar e dizer tudo o que tem a dizer. E ela não pode fazer isso escondida. Ela precisa sair. Não importa o quão assustador seja. Ela vai continuar sua jornada ao mundo exterior.

sábado, 22 de outubro de 2011

Milagres

Milagres
A Flor pensava consigo:

 milagres não existem

 Mas o que seria um milagre?

 Seria a multiplicação de pães?

 Talvez!! Mas a Flor descobriu milagres mais significativos


 O milagre que acontece quando você está triste

 e se alegra ao ouvir o canto de um pássaro

 Ou com o gesto de um desconhecido que passou

 Pequenas coisas capazes de mudar por completo seu dia


 E quando alguém faz com que sua esperança renasça

 quando você já havia desistido da vida

 Então o maior milagre acontece

 Pois o renascimento da esperança

 é capaz de mudar toda sia perspectiva e mesmo toda sua vida.

sábado, 15 de outubro de 2011

Pequenas erupções





Nos locais mais longínquos

Mais distantes de sua consciencia

A Flor escondeu toda a sua dor

Toda a sua raiva e magoa

Toda a sua frustração

Toda a sua insatisfação


Como alguém como a Flor

poderia sentir tais coisas?

Como a menina sortuda

com família estruturada

com todas as oportunidades a mão

Poderia ainda assim estar insatisfeita

e ter tantos sentimentos negativos?


A a Flor escutou a voz que lhe dizia

que isso seria muita ingratidão

a Flor se proibiu de olhar

para todos esses sentimentos


Mas eles estavam lá

e se acumulavam dia após dia

como uma lava que não tem como escapar

a não ser atraves de uma erupção


E assim começou a acontecer

sorte da Flor para ele ter conseguido

perceber o sinal das pequenas erupções

Dessa forma grandes estragos não foram feitos


Com essas pequenas erupções a Flor aprendeu

que tais emoções são humanas

e existem em todos independente

do quento se tenha ou não


E agora a Flor não se culpa mais

apenas se obeserva dia apos dia

e toma conscienca do lado escuro

e com isso as erupções diminuem

cada dia mais