terça-feira, 12 de julho de 2011

Se Abrindo no Virtual

Mundo-virtual

 

Depois de muito conversar com seu novo amigo, alias novo e único. Sim, era a primeira vez que Joana sentia o gostinho de uma amizade. Era a primeira vez que ela se sentia a vontade o suficiente para falar de suas esperanças, seus medos, suas dores. Enfim de todas as coisas que se passavam em seu interior.

Era a primeira vez que alguém entrara em seu mundo e mais que isso , era a primeira vez que alguém parecia apreciar  o seu mundo. Isso era algo que Joana acreditava que nunca iria acontecer.

Mas quando ela conversou e permitiu a entrada desse amigo aconteceu então ela concluiu: “Meu mundo não deve ser tão pobre assim, devo ter algo a acrescentar. Talvez outras pessoas gostem.”

E assim ela conseguiu reunir coragem o suficiente para sair um pouco e se aventurar a mostrar seu mundo para outras pessoas. No entanto ainda havia muito receio dentro dela. Ela queria se sentir pelo menos um pouco segura. Como faria isso? Tudo seria novo demais e Joana tinha medo de não aguentar…

Então ela teve uma ideia:  “Farei pela internet é uma forma de eu me conectar com as pessoas sem sair de repente da segurança do meu quarto.”

E assim Joana começou a utilizar mais o seu orkut. Ao invés de usa-lo apenas para ler. Joana começou a postar sua opinião nas comunidades. Escrevia pouco é verdade porque ela sabia dizer o que queria em poucas palavras.

No entanto, para sua surpresa, as pessoas liam o que ela escrevia, e até comentavam. Pode parecer incrível mas Joana não acreditava que isso iria acontecer. Joana sempre subestimou o seu impacto. Joana achou que não iria chamar atenção de ninguém. Mas algumas pessoas até a adicionaram no MSN.

E assim ela começou suas primeiras amizades virtuais. Sim, porque nem mesmo amizades virtuais ela tinha. Já que não se expunha nem mesmo pela internet.

Algumas dessas amizades foram muito temporárias. Mas outras ficaram e enriqueceram muito sua vida. principalmente sua amiga Daniela com quem ela tem contato até hoje.

Nem tudo foram flores> Houveram algumas confusões e desentendimentos. E para estes parece que Joana não estava preparada. A cada mal entendido ela pensava que talvez fosse melhor voltar para toca.

Mas Joana não conseguia mais. Simplesmente não conseguia mais viver como antes. E ela se sentiu quase que obrigada a continuar..

Mas esses desentendimentos e essa vontade de desistir ficarão para a próxima historia…

Um comentário:

  1. Olá Luciana.
    Texto muito legal,meio que me identifico sabe, também quase não tenho amigos ...
    Post divulgado no blog Teia.
    Até mais

    ResponderExcluir