terça-feira, 30 de novembro de 2010

Resumo da Vida da Flor

flor_de_loto_x

8 de Novembro de 1983

nessa data começa a aventura da Flor

logo bebe adquiri coqueluche

nem deu tempo de tomar a vacina

e assim todos aprendem

a se procupar com a Flor

 

A Flor cresce e se desenvolve

há algo diferente com ela

A Flor sabe disso

Todos sabem disso

embora ninguém saiba

porque sentem isso

nem que raios de diferença é essa

 

E por isso mais uma vez

todos se preocupam

A Flor vai no colégio

onde mais uma vez veem ela como

a diferente de todos.

A Zoação começa

E Flor começa a ver a sua diferença

como uma maldição

 

Mais uma vez todos se precupam

A Flor melhora as notas e as

zoações pioram a Flor se isola/p>

todos se preocupam

 

A Flor foi para a Faculdade

A Flor se formou. Não conseguiu

emprego logo. Todos se preocuparam

 

A Flor encontrou um grande amigo

ele a introduziu no auto conhecimento

passou a se conhecer mais

ficou mais confiante

Aos poucos outras passaram a confiar nela

a preocupação dimunuiu.

 

Hoje a Flor está explorando

novas possibilidadesa. Não sabe

onde tudo isso dará

os outros ainda se preocupam

mas agora há mais confiança

E o resto da História

só a vida dirá!!!

sábado, 27 de novembro de 2010

A Guerra

 

guerra

A vida prossegue

há uma guerra na cidade

em que a Flor mora

muito parecida com

a Guerra que há

em seu interior

 

A utilização dos aspectos

destrutivos são como drogas

a intencionalidade inconsciente

de usa-los são como os traficantes

 

A vontade de crescer são

a tropa de elite. Que agora

já está bem equipada

equipou-se com consciência

 

A guerra interior pode causar

agitação em alguns momentos

mas apesar disso a  Flor está tranquila

Confiante que as intencionalidade negativa

não vai vencer. Afinal a consciência

é a melhor arma que se pode ter

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

A Fuga da vida

fuga

 

A Flor percebeu

sua vida era uma grande

e constante auto defesa

 

A Flor se defendia

contra a rejeição

A Flor se defendia

contra a critica

contra a possibilidade

de ser rejeitada

 

A tamanha defesa

levou a Flor a fuga

A Fuga dos sentimentos

a fuga da experiência

a fuga da vida em si

 

A Flor percebeu que

tamanha defesa a

impedia de viver

então resolveu parar

de se defender e

viver mais. Não

mais fugir da vida

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Rejeição

menina-chorando

Rejeição

heins um sentimento

que acompanhou a Flor

a maior parte de sua vida

 

E então a Flor passou

a se perguntar

Porque me rejeitam?

Será que não sou digna

nem mesmo de amizades?

 

Mesmo na idade adulta

havia uma criança dentro dela

que se perguntava isso

 

A Flor não via que

tamanho medo da rejeição]

a cegava por completo

 

A Flor estava tão centrada em

seu sentimento que não via

que a rejeição poderia

ter mais a ver com a outra pessoa

do que com ela

 

Poderia ter mais a ver

com os medos do outro

do que com o dela

 

Na  pior das hiposes

uma junção dos dois

ao perceber isso

a Flor conseguiu ver sua vida

de modo mais real.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

A Nova Força

FORCA INTERIOR

Heis que uma nova força surge na vida da Flor

Uma força interior mais forte

A Flor não consegue mais ouvir

a tudo calada e se fazer de boazinha

todo o tempo.  A Flor não consegue mais

esconder por muito tempo

quando algo a incomoda

 

A Flor não consegue mais

se conformar tudo o que acontece

aceitar tudo apenas para manter

uma amizade. Afinal se não há

respeito recíproco tal amizade

não é real. As amizades que sobrevivem as

crises são reais. E elas existem na vida da Flor.

 

A Flor está com mais disposição de

ir atrás do que deseja e aceitar o resultado que

tiver de ser. Porque impor um resultado é algo

que também a enfraquece.

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

A Era das Trevas

 

escuridao

 

A Flor vê que em sua vida 

houve a era das trevas

sustentada pelas próprias crenças

alimentadas pela Flor

Crenças como: Ser autentica

é uma desvantagem se quem

Quem utiliza o clichê seja você

mesma não conhece minha vida

pois ela é prova o contrario

 

Se aproximar das outras pessoas

não vale a pena. provavelmente

sairei machucada

 

Não posso dar atenção aos meus

sentimentos preciso nega-los

ou eles estragarão a minha vida

 

Essas crenças condenaram a Flor

a uma época de escuridão

em que havia recusa a sentir

em que havia recusa a compartilhar

em que havia recusa a viver

 

Mas quando o sol começou

a aparecer no horizonte

a escuridão começou a se dissipar

e a Flor a ver mais claramente

E hoje ela percebe que

essas crenças eram falsas

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Deve Começar com Auto- Aceitação

auto aceitacao[1]

E a Flor seguia a sua vida

convencida de que não poderia

ser ela mesma nunca

 

Ser ela mesma, ser autêntica

parecia sinônimo de rejeição

E então para tentar encontrar

a aceitação de todos

 

A Flor criou uma imagem de

como ela deveria ser

a Flor deveria ser sempre

super. compreensiva

assim iriam gostar de ficar

ao lado dela ou assim a Flor achava

 

Mas tal compreensão, muitas vezes

era forçada e não convencia ninguém

e a Flor não conseguia a aceitação

que tanto queria

 

Mas um dia a Flor entendeu

sua aceitação deve começar  em casa

com ela mesma. Sua aceitação

deve começar com auto-aceitação