domingo, 25 de julho de 2010

Analogias

Durante o meu processo de auto-conhecimento as vezes faço algumas analogias com coisas que aprendo na faculdade de nutrição e resolvi compartilhar aqui no blog. Muitas vezes percebo que os processos fisiolgicos me ajudam a entender os psicológicos. percebo que eles tem muito em comum. Embora não pareça a primeira vista.

A primeira analogia que eu fiz me ajudou foi com a questão das coisas mudarem bem mais devagar do que eu gostaria. E eu fiz a analogia com a desnutrição.

Vocês sabem o que acontece com corpo quando ele fica muito tempo sem receber comida?

Vou explicar: O sistema digestivo atrofia. O estômago diminui de tamanho. As enzimas que digerem os alimentos param de ser produzidas pois sem a comida não há estimulo para sua produção.

Por causa disso ao se tratar uma desnutrição severa não podemos oferecer tudo o que o organismo precisa de uma vez. Pois apesar de precisar o mesmo não está preparado para receber. Está sem enzimas, não conseguirá digerir o alimento. Se alimentarmos demais a pessoa nesse estado ela pode sofrer uma coisa chamada sindrome de realimentação. E isso pode levar até a morte. Por isso é preciso dar pequenas quantidades de alimento e ir preparando o organismo para que posteriormente ele possa receber tudo o que ele precisa.

No lado emocional é a mesma coisa. A questão da solidão, por exemplo. Quando alguém por algum motivo se isola demais com o tempo acaba sentindo falta do contato. No entanto depois de tanto tempo isolada a pessoa fica meio perdidida. é como se estivesse sem as enzimas que ajudam a digerir o alimento.

Então ela precisa para se acostumar com a nova situação. Assim como o organismo precisa de um tempo para se acostumar a receber comida novamente.

Essa analogia me ajudou muito a aceitar minhas dificuldades quando resolvi voltar a me socializar.

Um comentário:

  1. Obrigue uma pessoa solitária a se socializar em diversos grupos diferentes e verás vários desastres em 99% dos casos! Boa analogia!

    ResponderExcluir