quarta-feira, 28 de abril de 2010

Saindo da Caverna

A flor finalmente viu
era ela quem fechava
suas próprias portas
ela fechava todas as portas
que poderiam se abrir para ela

Como? Através de suas atitudes
Ao se esconder a flor fechou
as portas que poderiam um dia
se abrir e gerar oportunidades.

Como alguém pode trabalhar em algo
quando esconde de todos as
próprias habilidades?

Como alguém pode ter
sua opinião levada em conta
se simplesmente se cala?

Para alguém confiar na habilidade
de uma pessoa é preciso estar a mostra
e não escondida em uma caverna escura
Como estava a flor

Ao perceber isso a flor
concluiu: Ela mesma fechou
todas as portas ao se esconder
e jamais sair da caverna escura

Por isso a decisão está tomada
a flor sairá
não fará mais da caverna seu lar.

sábado, 24 de abril de 2010

Abrir mão do Auto Julgamento

Há um tempo atrás
havia uma barreira
na vida da flor

Mas essa barreira
era um barreira invisível
Não era feita de tijolos

a flor não fazia idéia
de sua composição
só sabia que devido a barreira
estava impedida de se mover

Não ia para trás
nem para frente
nem mesmo para os lados
totalmente paralizada

Que barreira seria essa?
Um dia a flor percebeu
que a pessoa que mais criticou
que a pessoa que mais a julgou
e muitas vezes de forma cruel
foi ela mesma

A flor descobriu que mesmo
algumas pessoas querendo
não conseguiam ser tão cruéis com ela
do que ela propria já era

Bastava um sentimento negativo
bastava uma ação
não considerada correta
que mesmo diante de cem
sentimentos positivos
que mesmo diante de cem
atitudes consideradas corretas

Esse unico sentimento
essa unica ação já era
o suficiente para
que a flor se visse como
a pior

Isso chega a ser crueldade
essa era a barreira
isso a impedia de se movimentar

Afinal não importa que passo
desse, e em que direção
no final das contas
não passaria por um julgamento
tão severo

A unica forma para que
a flor consiga se movimentar
é abrir mão do auto julgamento

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Simplesmente Viver

A flor agora
tem uma nova filosofia
uma que talvez não seja
propriamente uma filosofia

Filosofias em geral são teóricas
mas a filosofia da flor é:
Simplesmente viver

Simplesmente viver
seja o que for que
ela estiver sentindo
seja o que for que
estiver pensando

Seja o que for que
estiver experimentando
afinal é possível
teorizar sem viver

Mas é impossível
experimentar verdadeiramente
sem viver

Por isso a flor
está cada vez mais decidida
a se despedir do mundo teórico
e adentrar no mundo da pratica
E assim simplesmente viver

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Agir pela Essência

Na vida da flor
houve acontecimentos
que lhe trouxeram dor

E isso a fez criar defesas
se trata basicamente do
muro de proteção

Suas atitudes passaram
a ser decididas com
o fim de manter o muro

Afinal, sem o muro
a flor morreria
seria seu fim
assim a flor achava

Mas há uma outra maneira
que a flor descobriu recentemente
Agir através da essência

Ao agir pela essência
nenhum muro é necessário
A essência não precisa
nem nunca precisará
de proteção

segunda-feira, 12 de abril de 2010

O Muro de Proteção

Durante sua vida
meio sem perceber
a flor criou um muro
um muro de proteção

Proteção contra a dor
contra a tudo que a
fazia sofrer

Mas o muro se tornou
tão alto e tão espesso
que gerou o isolamento
pois ninguém conseguia
atravessa-lo

Um dia a flor conheceu
alguém especial
alguém capaz de ajudá-la
a quebrar seu muro de proteção

Alguém que conseguiu
se aproximar da flor
apesar do muro

Então o muro está diminuindo
e conforme isso isso acontece
a flor consegue se aproximar
das pessoas e a solidão
diminui bastante

domingo, 11 de abril de 2010

Aceitar o Ritmo da Vida

A vida passa
Nem tudo é
como a flor gostaria
nem tudo é
na velocidade
que a flor gostaria

A flor tem percebido
suas frustrações ocorrem
devido a uma palavra: tempo

Quando algo não acontece
no tempo que ela gostaria
A flor vê como sinal:
sinal de que tal coisa
não irá acontecer

Mas a própria flor já percebeu
a vida tem seu próprio ritmo
diferente do da flor
então o melhor a fazer é:
aceitar o ritmo da vida
e se harmonizar com ele.

terça-feira, 6 de abril de 2010

Indefinida

Quem é você, flor?
quais suas principais características?
quais são suas aspirações?
quem é você flor?

Serias mesmo tímida?
então porque agora
falas com pessoas que
nunca viu ao entrar em novo local?

Terias mesmo dificuldade em falar
sobre seus sentimentos?
então porque agora
fizeste um blog em
que este é precisamente
o tema central?

Tens mesmo medo e se expor?
então porque agora resolveste
participar de aulas e inclusive
fazer perguntas aos professores?

E porque resolveste dar opinião
perante um debate entre amigos?

A flor apesar de considerar
tudo isso como atitudes negativas
via tudo isso como suas características
características imutáveis
características que a definiam

Então algo mudou e a flor
passou a fazer coisas
apesar do medo
E agora sua definição está indefinida