segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Fazendo as pazes consigo mesma

A flor já teve alguns desentendimentos
com outras pessoas durante sua vida
e quando acontecia era sempre algo
muito difícil para ela

Era difícil por duas razões principais
primeiro: ela nunca gostou de discussões
segundo: se culpava por se envolver nelas

Mas a flor percebeu algo interessante
ela sempre brigou com uma pessoa
constantemente e nunca se deu conta disso

Ela brigou constantemente consigo mesma
A flor se dava bronca por seus sentimentos negativos
se dava bronca por todas as vezes que ela fugia
se dava bronca por toda escolha que considerava
mais tarde vendo melhor a situação inapropriada

Então ela finalmente compreendeu algo
ela precisa fazer as pazes urgentimente
com uma determinada flor
e essa flor é ela mesma.

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Se conectar a borboleta

A flor achava que reprimia
apenas os sentimentos negativos
mas hoje descobriu algo que
a surpreendeu muito
descobriu que isso não é verdade

Já que ela se pegou tentando reprimir
a sua alegria e a sua animação
afinal houveram muitos acontecimentos
na vida da flor em que após uma
grande alegria e animação vinha a decepção

A flor percebeu hoje que não
reprimia apenas os sentimentos
ditos negativos, ela reprimia tudo
todo o tipo de sentimentos
sejam os considerados bons
sejam os considerados ruins

Para a flor sentir era perigoso
sentir qualquer coisa
Mas ela já percebeu a vida
fica vazia onde há recusa em sentir

Mas o que fazer com o medo
que diz que sentir é perigoso?
Embora nem sempre consiga fazer
a flor descobriu essa resposta

O segredo é parar de se conectar
a lagarta que está morrendo
e passar a se conectar a
linda borboleta que está nascendo

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

O melhor momento

A flor nesse momento está se lembrando
se lembrando de seu passado
Esse passado entretanto não foi muito bom

Afinal nessa epoca a flor tinha
de ir todo santo dia para um local
em que ela não se sentia querida
Era quase como se sua presença ali
incomodasse as pessoas

Mas havia um momento
que com certeza era o melhor do dia
o momento em que ela se sentava
e tocava uma musica no teclado

Naquele momento ela esquecia de tudo
de todos os momentos difíceis que passava
era o momento em que ela se sentia realmente bem
em que ela se sentia realmente capaz de algo

Agora esse momento ainda existe sem duvida
mas também há outros momentos em que ela
se sente dessa forma incrível
O momento em que ela escreve os poemas
por exemplo

domingo, 22 de novembro de 2009

Seja você mesma

Seja você mesma
foi algo que a flor
sempre ouviu, as vezes
de outras pessoas
as vezes de filmes
as vezes de mensagens
que lia na internet

No entanto ela não seguia
essa mensagem que recebia
de varias formas diferentes

A flor estava convencida
ser ela mesma era uma desvantagem
ser ela mesma era sinônimo de rejeição
Por mais que ouvisse sobre isso
por mais lesse sobre a importância
de ser ela mesma.

Suas vivências pareciam dizer
que isso era algo muito perigoso
quando ela tentava as coisas
não davam muito certo
então ela chegou a ter raiva
de todos que lhe diziam
seja você mesma

No entanto muitas coisas
tem acontecido em sua vida
e a flor está compreendendo
mais as coisas

E ela finalmente compreendeu
que atraímos a concretização
de nossas crenças
então se ela acredita que
será rejeitada se for ela mesma
Isso acontecerá

Crenças são profecias que
se auto realizam
Então ela está procurando
mudar esse crença
e está conseguindo







sábado, 21 de novembro de 2009

A Luz

Um dia a flor estava chegando em casa
era dia de apagão. Entrou no prédio
estava tudo escuro. A medida que
andava mais pelo prédio mais
escuro ficava e mais dificil de ver

A flor estava com a mãe
Elas chegaram as escadas
não dava para ver os degraus
por isso foram devagar

Quando ela terminou de subir
e a mãe estava tentando achar
a chave certa. A flor lembrou de algo
O celular, poderiam ter usado a luz
do celular. Então ela tirou o celular
da bolsa e o abriu. E foi então que
a flor percebeu que mesmo uma
luz não muito intensa faz a diferença
quando a escuridão é total

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Reflexões

Não escreverei um poema dessa vez. falarei das minhas descobertas no pathwork. As vezes tenho necessidade de falar sobre isso. Enfim tem uma parte de uma canalização que parece me descrever.

"Esses nãos estão diretamente ligados a imagem original, com o falso conceito que moldou a imagem na substancia da alma. é essa concepção erronea básica que faz uma pessoa rejeitar aquilo que mais quer., atuando sutilmente de tal maneira que a imagem parece inevitalvelmente ser confirmada. Por exemplo, se você está sob o efeito da concepção errônea básica de que éinadequado e não pode ter sucesso, essa convicção vai fazê-lo comportar-se de tal maneira que você agirá realmente de forma inadequada. E mais: Você terá medo do sucesso porque a sua convisção de que não é capaz de corresponder a ele transforma o sucesso em um monstro assustador.

Uma vez descoberto esse não em particular, bem como o comportamento dele resultante, suas expresões obvias e sutis nessa area , você compreenderá que não consegue o sucesso, não por ser inadequado, mas que você inadequado porque pensa que é, e teme qualquer evento que possa por isso a prova."

O interessante é que isso tem tudo a ver com alguns poemas que fiz, como o Auto reconhecimento, O maior medo...

é exatamente isso. Esse trecho explica claramente como a Flor agiu a maior parte da vida. O que felizmente está começando a mudar.

Enfim só senti necessidade de expressar isso.

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Auto reconhecimento

A flor percebe algo
algo muito interessante
ela sempre teve mais facilidade
em falar do que ela não faz bem
do que de seus talentos

Ela dizia o quanto ela era
distraída o quanto ela errava
besteira em provas e testes

lembrava a todos de todas as bobeiras
que já fez em toda a sua vida
por isso ela percebeu que não dava
para culpar as pessoas por subestima-la
ela foi a primeira pessoa a fazer isso consigo mesma

Como poderia exigir que os outros reconheçam
os seus talentos, tudo o que ela tem de bom?

A flor percebeu que essa necessidade de
um reconhecimento exterior vem
da falta de reconhecimento interno
pois seus talentos estavam tão escondidos
que nem ela conseguia vê-los

Por ela própria não se reconhecer
ela sentia necessidade de reconhecimento
por parte das outras pessoas pois assim
ela tinha a esperança de que isso fosse
prova suficiente para ela começar
a acreditar em si própria

Mas pasmem quando vinha alguém
que demonstrava acreditar na flor
ela se sentia desconfortável
ela tinha medo e muito medo
de desapontar de que quando
esse alguém descobrisse sua falta
de talentos iria se decepcionar com ela

Então por mais ilógico que seja
a flor percebeu que se subestimar
era uma estratégia para não causar decepção
e ser abandonada isso além do medo
da inveja que os outros poderiam ter

A flor escondeu seus talentos dos outros
e também dela mesma. Porém isso foi
se tornando algo insustentável ela
não consegui mais levar sua vida

E além disso ser vista como incapaz se tornou
cada vez mais incomodo por isso ela
se revoltou contra as pessoas que a viam assim
mas ela não percebia o quanto contribuía para isso

Ela percebeu que para ser vista de igual para igual
ela precisa se ver como igual aos outros
do contrario mesmo que ela encontre alguém
que a veja assim, não conseguirá
acreditar na pessoa

Ela percebeu que tudo começa dentro dela mesmo
inclusive o reconhecimento, por isso agora está
procurando reconhecer e assumir o que ela faz bem
está procurando começar a se auto reconhecer

sábado, 14 de novembro de 2009

O limiar de um dia para o outro

A flor teve um sonho no outro dia
Um sonho que a fez despertar
a meia noite. Então ela percebeu algo
algo obvio mas que ela nunca tinha se atentado

Ela percebeu que o novo dia
não começa ao amanhecer quando
está claro. O novo dia começa a meia-noite
Então ela percebeu que a mudança de dia
ocorre quando a escuridão chega ao seu auge

E que quando a escuridão chega ao seu auge
isso é um motivo de comemoração
pois esse é o limiar de um dia para o outro
E bastará esperar algumas horas
para que sol nasça e clareie todo o ambiente

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

O maior medo

Uma coisa que a flor sempre soube
é que possui muitos medos. Tantos que
esses medos dominavam completamente
a sua vida e ela mesma. Praticamente eram
os medos que governavam sua vida.

Ela sempre teve consciência dos seus medos
mesmo sem conseguir dominá-los de modo eficiente
ou assim a flor achava. Hoje ela descobriu algo
algo que ela já desconfiava mas hoje conseguiu
ver claramente o que antes era apenas desconfiança

Ela sempre achou que seu maior medo era
se sentir fracassada. Mas não é verdade
se sentir fracassada já era uma realidade
em sua vida. Sempre foi assim

Mas agora não. Agora oportunidades aparecem
e ela descobre algo. Algo que não esperava
Seu maior medo nunca foi do fracasso
Seu maior medo sempre foi do sucesso

É o medo que o seu sucesso incomode tanto
mas tanto que as pessoas não queiram mais
ela por perto. E como aconteceu algo em que
essa crença pareceu se concretizar.

Isso ficou muito perceptível para a flor
Há uma voz dentro dela que insiste em dizer
por mais absurdo que possa parecer. se você
fizer sucesso. Se você não depender de ninguém
as pessoas te deixarão e você ficará sozinha

Mas a flor já decidecidiu que não irá mais
deixar essa voz controlar sua vida. Ela também
merece e conquistará a realização.

domingo, 8 de novembro de 2009

O melhor presente

Hoje é aniversário da flor
e como em todo o aniversário
ela ganhou alguns presentes
Mas o que ela consideraria
o melhor presente

Ninguém pode lhe dar
o melhor presente seria
a flor sentir que faz parte de algo
que não está sobrando no mundo

Quando acha que finalmente
encontrou um lugar então
algo acontece e muda tudo
e ela volta para onde estava antes

No dia anterior ela participou
de uma reunião com um grupo
de novos amigos, ela se sentiu
muito bem. E na verdade há
também algumas outras pessoas
com quem ela se sente bem

Mas sabe, a flor acha que nada
disso importa realmente, o importante
é ela se sentir bem consigo mesma.
quando ela verdadeiramente conseguir isso
não sentirá que está sobrando no mundo
tendo ela um grupo ou não

Então o melhor presente na verdade
seria: se sentir bem consigo mesma.

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Paciência

Muitas coisas estão acontecendo na vida da flor
acontecendo tanto externamente quanto internamente
Internamente está sendo bem mais rápido
Agora que ela está se permitindo sentir mais
muitas vezes surge uma verdadeira avalanche
avalanche de sentimentos. As vezes ela fica
confusa. Escrever a ajuda a clarear as coisas

Mas externamente as coisas estão mudando
devagar demais para o gosto da flor
paciência não é um dos atributos dessa flor
ela sempre quiz resolver tudo da noite para dia

A questão sempre foi que quanto mais
o tempo passava mais insegura ela ficava
achando que aquela questão não se resolveria nunca

Mas ela percebeu que tamanha ansiedade
atrapalhava e adiava a solução da questão
então agora ela está desenvolvendo a paciência
está se sentindo meio que "obrigada " a isso

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Reflexões da Flor

De vrez em quando escreverei em forma de texto. Também gostaria de falar sobre o pathwork. A maioria das minhas descobertas se deu lá. Tenho vontade de falar sobre o assunto.


A flor certa vez leu que todos criamos nossa realidade. E quando leu achau um absurdo. Sua vida não estava da maneira que ela gostaria e ela não criaria uma vida para ficar insatisfeita. Não conseguia entender isso de maneira alguma. Se era ela mesma quem criava sua realidade ela devia ser uma péssima criadora. Como era costume dela ela usou essa nova informação para fortalecer a crença em sua própria incapacidade.

Foi só depois de entrar no pathwork que a flor começou a compreender isso. Em um dos materias do pathwork tem o seguinte trecho:


"O homem cria constantemente, saiba ele disto ou não. Ele cria pelo que ele é, pela soma total de seus sentimentos, de suas opiniões e convicções conscientes e inconscientes, por seus conceitos que determinam suas ações e reações, por suas metas e atitudes. Cada pensamento é uma criação e tem suas consequências."

O Guia - Pathwork

Por isso a flor gosta tanto do pathwork. Porque lá ela entendeu que essa criação é o conjunto de tudo e não apenas do que está na superficiei. existem muitas coisas que não temos consciencia e assim acabamos criando algo inconsientimente. Sem essa informação a lor jamais aceitaria que era uma criadora, ou pior, se consideraria pessima criadora.

terça-feira, 3 de novembro de 2009

A decisão da flor

A flor tomou uma decisão
uma decisão muito importante
ela decidiu que vai seguir seu caminho
o caminho que seu coração diz para seguir

O que outras pessoas acham não tem
tanta importância assim. Afinal
ela percebeu que deve escutar a si mesma
e não ao que os outros dizem

A flor já tem idade e condições o suficientes
para poder escolher e seguir o caminho
que considera mais apropriado para si

A flor percebeu que não precisa
atender as expectativas das outras flores
O que ela precisa é olhar bem fundo
em sua alma e ver o que sua alma almeja

E ela está decidida a percorrer o caminho
que sua alma lhe mostra mesmo que
seja possível apenas através da chuva

domingo, 1 de novembro de 2009

Caminhos

Tem algo que a flor não consegue entender
porque algumas pessoas acham que existe um só caminho?
porque algumas pessoas acham que se alguém não segue as
mesmas crenças que ela seria um sinal de cegueira?

A flor tem uma visão bem diferente dessa
Cada um tem uma história diferente então
é natural que os caminhos sejam diferentes
já que as necessidades não são as mesmas

A flor entende que um caminho perfeito para um
pode ser um verdadeiro desastre para outro
por isso a flor é contra a imposição
cada um tem seu caminho e cada um
desses caminhos merece respeito