quinta-feira, 29 de outubro de 2009

A Parte que sabe que tudo está bem

Quando algo acontece na vida de alguém
e deixa marcas profundas na alma
essas marcas permanecem como uma ferida
e cada fato que faça esse alguém lembrar
do acontecimento que ficou marcado na alma
faz com que a ferida volte a tona e isso dói

Mas ao olhar pela prespetiva elevada nota-se
que isso não é algo ruim já que isso faz com que
a ferida tornar-se perceptivel. Assim ela não é negada
e a flor já sabe que a negação só piora as coisas

A flor notou algo ineressante. Ela consegue essa prespectiva
Mas parece que apenas ao escrever poemas. Como se ela
entrasse em contato com uma parte da alma na qual ela
normalmente não tem acesso e por alguma razão enquanto
faz seus poemas essa parte se revelasse. Como se essa parte
não conseguisse se manter acesa por muito tempo. Mas a flor
não reclama mais quanto a isso. Pelo menos el consegue esse acesso
em algum momento. Antes nem isso.

Talvez seja apenas uma questão de treinamento.
talvez ela ainda precise cuidar um pouco mais da ferida.
Mas agora ela sabe que essa parte existe. Uma parte
que sabe qur tudo está bem. Talvez com o tempo
essa parte consiga permanecer acesa por mais tempo.

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

O Emaranhado

Em outra de suas percepções
a flor descobre outra coisa
descobre que em seu interior
há um emaranhado

É como se todas as suas negações
tivessem se juntado de forma confusa
e nessa junção criou-se um nó tão grande
que era capaz de impedir que a vida
seguisse seu fluxo de modo natural

Como se o fluxo de energia parasse
e não conseguisse atravessar o nó
então a flor viu que sua vida estava
totalmente estagnada, em todos os sentidos.

Então a flor percebeu que mesmo sem gostar
da idéia teria de entrar no emaranhado e
desatar os nós. Somente assim haveria espaço
para que o fluxo da vida seguisse seu curso

Então a flor começou a mexer no emaranhado
e está tentando desatar o nó, e aos poucos
está conseguindo, então ela viu que ao
começar a desatar o nó, as coisas começaram
a acontecer em sua vida, ela percebeu
que desatar esse nó pode não ser sempre fácil
mas é algo reconpensador.

domingo, 25 de outubro de 2009

A importância da aceitação

A flor tem percebido coisas interessantes
tem percebido que até mesmos acontecimentos ruins
podem trazer coisas boas. Então ao se refletir vem a pergunta
seriam eles de fato ruins? depende da prespectiva.

A flor observa o ultimo acontecimento
dessa vez de forma mais imparcial
e ela tem outra percepção fantástica

A importância da aceitação.
não apenas a aceitação dos sentimentos
mesmo eles sendo negativos

Mas a aceitação das pessoas
se alguém não a compreende
seja qual for o motivo isso é algo
que também deve ser aceito

A flor entendeu que existem os que entendem
e existem os que não entendem
ela não possui controle algum sobre isso

Portanto a escolha consiste em
com quem a flor escolherá se juntar
e compartilhar sua vida.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Borboleta

Se eu fosse escolher um animal para me definir
Com certeza escolheria uma borboleta
sabem porque? Muito simples

Muito simples a borboleta é simples
a borboleta é delicada e amorosa
a borboleta não nasce borboleta
nasce uma lagarta, e a aparência
da lagarta não é lá essas coisas

Então a lagarta sobre uma transformação
e se transforma em uma linda borboleta
uma borboleta que encanta a todos

É exatamente isso que estou vivendo agora
uma grande transformação por isso eu digo
com certeza a borboleta é perfeita para me definir.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

A Flor em Busca do Equilibrio

Devido as ultimas experiências que ocorreram
A flor adquiriu uma nova percepção sobre as coisas
Ela percebeu que sua vida foi feita de comportamentos
muito extremos, e agora se percebe muitas vezes
indo para o comportamento extremo oposto

Antes ela nunca se expunha
agora está se exponde demais
antes ela nunca dava sua opinião
agora ela não está apenas dando
mas exigindo que ela seja aceita

A flor percebe que a troca dos extremos
a deixou tão insatisfeita quanto o extremo oposto
então ela faz uma descoberta importante

A flor descobre que é preciso equilíbrio
é preciso saber a hora de falar
é preciso saber a hora de ficar em silêncio
Existem momentos e lugares em que podemos nos expor
existem momentos e lugares onde não podemos

E assim a flor seguirá sua vida de agora em diante
buscando agir ou não agir com equilíbrio.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Acontecimento na vida da Flor

A flor continua sua caminhada
acontece algo inesperado
algo que a deixa muito triste

Foi preciso deixar um local
local esse que ela ajudou a criar
Mas esse local mudou seu rumo
ou ela mudou o rumo
a flor não tem certeza

Só sabe que tudo lá foi mudando
mudando sem que ela percebesse
e a flor percebeu que ela simplismente
não se encaixava mais ali

Ela tinha muito carinho pelo local
afinal ela ajudou a cria-lo
por isso a partida foi difícil
e ela se sentiu muito triste

Mas então ela percebeu algo
foi justamente esse fato
que fez com que ela criasse
um espaço só dela
E achar um outro local onde
ela pode se expressar livremente
sem medo de ser julgada

E a flor percebeu que
vendo as coisas por esse ângulo
O que aconteceu na verdade
parece algo muito bom

Em homenagem ao Pathwork

Em minha vida surgiram certas dificuldades
E essas dificuldades sempre foram mais interiores que exteriores
Eram falsas crenças
Emoções negadas
que acabaram por dominar a minha vida

E elas pareciam invencíveis
achava que era por incapacidade
mas percebi que não tinha nada a ver com incapacidades
e sim com a utilização de ferramentas não apropriadas.

E eu encontrei as ferramentas apropriadas para mim no pathwork
O pathwork é a coisa mais fantástica que me apareceu
digo para mim porque talvez essa ferramenta não seja a mais adequada para todos
por isso não imponho nada
mas para mim é simplismente perfeito
para mim ter encontrado o pathwork
foi um grande privilegio.
O pathwork merece minha homenagem
esse método está mudando minha vida


obs: O pathwork é um metodo de auto conhecimento muito bom porque junta psicologia com espiritualidade.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Do que a flor gostaria

O tempo passa na vida da flor
Ela ve que está tendo conquistas
está conseguindo superar algumas crenças
crenças essas que eram tão fortes, mas tão fortes
que pareciam totalmente impossíveis
de serem mudadas para outras

Mas agora isso está acontecendo
ela não se acha miais a pior das flores
No entanto ainda tem uma coisa que incomoda
e isso está sendo mais complicado, porque parece
que não depende só dela, mas de outras pessoas

A flor gostaria de ser vista não como capaz
mas como uma flor como todas as outras
e não como uma flor que precisa de atenção
e cuidados especiais todo o tempo

Ela gostaria que sua opinião e seu caminho
fossem respeitados. E não que dissessem que
ela está acreditando nisso porque ainda está cega
ou é imatura demais, ou é inconsciente demais

A flor sabe que isso é busca por reconhecimento
mas ela decidiu expressar isso independente se
é o ideal ou não. Esse sentimento está dentro dela
E não era desaparecer se ela simplesmente ignorar
A flor já compreende que ignorar não resolve.

A descoberta da Flor

Um dia a flor descobriu algo
algo que a deixou perplexa
ela sempre se sentiu rejeitada
pelas outras flores do jardim

Mas recentemente ela descobriu algo
e foi muito surpreendente descobrir
que se sentia rejeitada pela própria
arvore que a geriu, da qual ela nasceu

Não havia nenhum motivo para isso
ela sempre foi muito bem cuidada
recebeu basicamente tudo o que quis

No entanto veio um estalo de repente
e ela percebeu que sentiu falta de algo
algo muito importante: A aceitação
de sua personalidade pela arvore

Foi aí que ela percebeu que
se sentiu rejeitada não pela
arvore ter dito: Não quero você aqui
Isso foi algo que não aconteceu

Mas sim pelo fato de sua personalidade
não ter sido aceita como era
por ser muito diferente das demais flores

O dialogo Interno da flor

Imagine uma etapa na vida da flor
Uma etapa em que ela está consciente
De que sua raiz forte existe
Mas não completamente
Há uma parte que ainda duvida

E esta parte ainda está ferida
E isso torna-se perceptível para a flor
A flor ao notar que essa parte existe
decide que o melhor a fazer e deixar
que essa parte expresse o que sente

Então essa parte diz de forma raivosa:
Como eles podem fazer isso?
Como podem depois de passarem
todo a minha vida espalhando para mim
E para todas as flores e arvores existes no Jardim
O quanto eu era frágil e incapaz de viver a vida sozinha

Como podem depois de tudo isso me exigem de repente
que eu seja segura e confiante todo o tempo?
Isso quando essas mesmas pessoas pareciam fazer questão
de fortalecer essa imagem de incapacidade em um passado recente

Como posso eu posso me exigir isso agora?
Quando eu mesmo fui a pessoa que mais fortaleceu
essa imagem nesse passado não muito distante?

Depois de ouvir tido isso
então a flor percebeu:
A importância de ter mais paciencia
e compreensão consigo mesma

A Flor

Era uma vez uma flor
De aparência frágil
Todos a viam dessas forma
Incluindo ela mesma

A flor via as arvores
os arbustos de tronco forte
E pensava:
Como seria bom ser esse arbusto.

Quem via a flor
pensava consigo:
Qualquer ventinho
será capaz de leva-la para longe.

Um dia a flor começou a observar
a si mesma e a vida
E percebeu que ela já havia enfrentado ventanias.
E não foi jogada para longe.

E então ela percebeu
Não importa o que pensam
Importa como está sua raiz
E sua raiz está firme e forte.

Defesas

Durante toda minha vida
eu criei defesas
defesas que visavam
me proteger de todo o sofrimento e de toda a dor

Ao reprimir minhas emoções evitava sentir algo desagradável
Ao me isolar
evitava ser rejeitada
Ao evitar expor minhas verdadeiras opiniões
evitava inimizades
caso as opiniões fossem contrarias
e a rejeição no meio do processo

E assim fui criando tantas defesas que sem perceber
estava evitando a vida
Hoje eu sei
minhas defesas são totalmente ilusórias
elas não me protegem na verdade

Ao reprimir minhas emoções
não evito só o desagradável mas o agradável também
Ao me isolar
eu não evito a rejeição
eu garanto que ela aconteça
ninguém aproxima de uma pessoa se não há abertura para isso
Ao não expor minhas verdadeiras opiniões
tudo o que eu consigo
é evitar que as pessoas conheçam meu verdadeiro eu

Por isso agora estou procurando viver sem essas defesas
minha vida ficará muito melhor sem elas.

A Mensagem do "Salvador"

Eu tive umas fazes bem complicadas em minha vida
E como eu me via como a menina incapaz
Não
Não era menina com dificuldades
Era incapaz mesmo

Sendo assim eu esperava um salvador
que me livraria de todo o sofrimento
que talvez viesse em algum cavalo branco
como ocorre em contos de fadas
em que o príncipe salva a princesa

Quem eu acreditava que seria o salvador veio
Mas a mensagem dele foi diferente do que eu esperava
a mensagem foi:
você não precisa de salvador
E pode criar tudo o que for capaz de imaginar

campo Minado

Quando acontece algo
que preocupa a todos
e deixa a todos nervosos

A casa vira um campo minado
é preciso ter cuidado
escolher bem o aonde pisar
escolher bem o que falar e o que não falar
para que nada exploda

Nessas horas é melhor voltar para toca
Mas não se reocupem
amanhã mesmo eu saio
estão aparecendo oportunidades
e não perderei nenhuma delas por estar escondida

Alias melhor nem entrar na toca
talvez o campo minado não seja tão perigoso afinal
talvez seja algo apenas da minha menta
então é isso, está decidido
não voltarei a toca.

Querer é poder?

Querer é poder
Será mesmo?
Se há tantas coisas que quero
E não consigo atingir
Então qual o sentido desse ditado?

Será ele uma mentira?
Não
Querer é realmente poder
Mas somente quando esse querer não é superficial
Não é algo apenas da mente
E sim de toda alma

O que estou vivendo

O que estou vivendo é uma aventura.
Mas não é uma aventura exterior
Ela é totalmente interior.

Nada de significativo aconteceu externamente
Mas internamente eu estou fazendo uma viagem
Uma viagem até a minha toca.

A toca era o meu esconderijo
Mas percebo que lá eu não me escondia apenas dos outros
Eu me escondia de mim mesma.

Eu coloquei todos os meus aspectos que não gostava lá
E tranquei a sete chaves
Até chegar ao ponto que nem eu mesma sabia que existia

E ao fazer isso não me distanciei apenas dos outros mas de mim mesma também
por isso é importante essa viagem até a toca
para que eu possa me reaproximar de mim mesma.

Panela de Pressão

Eu não sabia
Mas descobri que dentro de mim
Há uma panela de pressão

Eu reprimia meus sentimentos
E colocava todos nessa panela
Principalmente os negativos

Mas surpreendente estou descobrindo
que nessa panela há os positivos também.
E assim a panela foi se imputindo de sentimentos
Tanto positivos quanto negativos

Agora a panela de pressão está explodindo
E assim minhas reações ficam muito exageradas
AS vezes é desagradável
Mas descobri que é sempre melhor expressar os sentimentos
Pois assim podemos libera-los

Apenas para treinar o deixar fluir

Resolvi fazer outro poema
Para treinar minha maior dificuldade
O deixar fluir
Não vou me preocupar se o poema está bom ou ruim
se tem ou não tem a rima perfeita

Afinal o poema mais rico é o que traduz o estado da alma
A jornada é interna
O exterior é apenas um reflexo
Atraves do mergulho dentro de mim

É que posso descobrir
os tesouros escondidos
na toca que eu não ousava penetrar
mas descobri que é para lá que eu preciso ir
se quiser descobrir o que é realmente importante
na minha vida

A toca e a Jornada

Durante toda a minha vida eu estive numa toca
Uma toca que ninguém conhecia
Numa toca que ninguém ousava penetrar
Nela eu escondia tudo
Nela eu escondia meus verdadeiros sentimentos
Nela eu escondia minhas verdadeiras opiniões

Pois achava que me conhecessem tal como era iriam me rejeitar
Então eu comecei a fingir
E o que eu passei a mostrar nada tinha a ver com meu eu real
E eu percebi que meus amigos não eram amigos do meu eu real
mas do eu ilusório que eu criei

Por isso estou em uma jornada
Uma Jornada de recuperação de quem eu sou de verdade
E nela eu começo a ter verdadeiros amigos
O que é gratificante já que percebo que ara ter amigos eu não preciso fingir;

Apresentação

Olá a todos,

Meu nome é Luciana e resolvi fazer esse blog para compartilhar minhas poesias. As minhas poesias expressam a minha caminhada pela vida. O que eu sinto e as minhas descobertas. Espero que vocês curtam.